segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Escrever ou não eis a questão????

Meu vôo é sem destino,

Sem um pouso certo
Mais deixam marcas por onde eu passar
Misturam-se formando meus versos.
Meu canto é solitário
Como a minha saudade.
Em silêncio medito sobre a vida
Sem mágoas ou segredos.
Sinto o pranto mudo que
Encobre meu olhar, sinto
Minha ilusão desfeita...
Meus beijos de um sonho
Que hoje vim acordar
Minhas loucuras de momentos,
Antes que eu pudesse enxergar
Es assim minha vida continuo
Com vôos sem destino
Até onde meu coração puder alcançar


Resolvi não parar de escrever.
Entendi que existem pessoas que não respeitam nem os direitos das palavras dos outros.
Por falta de autênticidade,por falta de verdade ou por não ter o que dizer.
Mas pessoas queridas e extremamente especias.
Não precisam pagar por elas.
Tenho um céu aberto sobre mim.
E uma terna luz que me trás paz.
A vocês todo meu carinho.
Sou fã,leitora de coração.
Parece que há encontros de almas.
Uma sintonia de pura magia.
Há um entendimento de palavras s/ presença.

16 comentários:

Adolfo Payés disse...

Precioso blog.. que lindo tu poema.
Un placer conocer tu espacio

Un beso
Te sigo y te enlazo para leerte con mas frecuencia..

Un gusto leerte siempre..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Mi, que posso dizer querida.... vc tem um céu aberto pra vc, pra sempre, pq o céu é só um. Apesar de que no meu céu, vc tem lugar especial, vc sabe.

Quanto ao desabafo, pq fui lá pra tentar entender tua dor, Mi, vc escreveu a solução ali, sua maluquetes. Se vc quisesse um carrasco, vc casava com teu pai.

Mas veja só: vc como todas as pessoas desse mundo, foi lá e escolheu a dedo alguém como teu pai. Todas fizemos isso. Sua mãe deu o toque mas nâo soube ou não quis explicar.

O bacana, é que apesar de todas as pessoas fazerem isso, apenas algumas percebem, e abrem a possibilidade de viver algo de verdade, não uma história viciada, que remete à infância e aos padrões da nossa psiquê.

Parabéns Mi, viver de verdade pode significar viver sozinha, ou numa comunidade, ou num harém, vai saber. Pq, por mais que digam isso e aquilo, nunca vi escrito em nenhum lugar o que é viver de verdade.

Mas a gente saber, ah se sabe, quando dá aquela alegria e gratidão pela vida.

Vai em paz no seu novo mundo. Construas quantos forem necessários. Acima de nós, existe apenas um céu, e ele te protege.
com minha amizade e adiração.

michely321@hotmail.com disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
michely321@hotmail.com disse...

Poxa Wall,só vc mesmo pra escancarar,dizer s/ rodeios verdades que latejam, que pulsam a cada batida de um coração que só anda em contra-mão como o meu!!!
Sabe vc é algo além da compreensão.
Se vivessemos perto uma da outra talvez ñ houvesse essa transmissão de pensamento tão completa...Esse entendimento que ñ precisa de explicações,essa cumplicidade tão present na ausência...Bjssssssss

michely321@hotmail.com disse...

Olha Adolfo Payés,entre a casa é sua.
Seja bem vindo,se sinta feliz e volte quando sentir vontade...Bessos!!!

Sylvio de Alencar. disse...

Antes atrasado que ausente...,
ausente (ás vezes) sou por pura distração, abstração... :)

Vejo vc colocando em palavras tudo que sente e pensa. Elas vêm aos borbotões, como água em uma nascente. Parece, no começo da leitura, que vc tá meio que 'adolescentemente' viajando, mas não... no desenrolar da leitura do que escreve percebemos uma idéia, um sentimento linear que costura seus pensamentos escritos. É interessante descobrir isso. Vc tem um estilo adolescente, mas isso não diminui o valor do que se lê. Na sua idade (como na minha, de maneira diferente), têm-se a tendência de usar muitas palavras, mas, são muitas as idéias e sentimentos, né?
Tá certa: continue escrevendo! Morrer vc não vai por causa disso. Talvez algum parente ache meio xquisito alguma coisa que escrevemos, mas é só. Vale a pena correr esse risquinho.

Quero cometar:
"Sei que não sou fácil e que não tornei teus dias melhores, em nosso inferno particular revezamos no poder, te entrego o chicote reine absoluto oprimindo,escravizando o que não te agrada."

Muito legal!
Muitos casais continuam neste jogo por muito mais tempo!
Abandonar nossa pessoa ao Deus dará, é uma coisa imperdoável.
Vc não se abandonou, continua se acompanhando. 10!
Abrção. Desculpe-me a demora.

michely321@hotmail.com disse...

Silvio...vc pode ir...voltando é o q importa...rsrrsrsrs.
Sou mais possessiva com minhas amizades do que fui com meu amor.
Sou isso,uma mulher perdida na adolescência,quase sempre infantil s/ deixar de ser mulher.

Helen disse...

Poesia sempre é bem vinda! :D

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Mi....onde estivermos, estaremos discutindo, trocando, esperneando... te gosto muito

adolfo payés disse...

Un placer pasar por tu espacio..
Un beso..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que tengas un feliz sin de semana..

Sylvio de Alencar. disse...

Claro que você é uma mulher..., mas não 'perdida'. Aqui é um espaço em que vc 'se acha', pois é aonde vc se coloca em palavras que refletem seus sentimentos.
Não se julgue 'perdida', pois assim acharemos que vc não está nos vendo. O que seria uma pena, para todos.

Continue a escrever, é uma maneira de 'ser' também, como todas as outras. Todos nós que estamos aqui estamos 'sendo': seus amigos.
Abrçs. E vê se aparece nos blogs dos seus amigos, também gostamos de ver vc nos nossos. Rhhuuummm!

Mariana disse...

Vim ler-te, fazia tempo q não passava por aqui.
desejo que em 2010 tu sejas feliz, realizada, com saúde e que tenhas muita proteção divina.

Paulo Tamburro disse...

Coisa mais linda de poesia. E quem mais linda, a autora ou a poesia?

Ainda fico com a segunda (rsrs).

Que tal você dar um pulinho para ver minha nova crônica sobre :PANELAS DE TEFLON, no blog HUMOR EM TEXTO?

Estou esperando!

Um abração carioca.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Vim conhecer o seu espaço de sonhos e sentimentos.

Palavras repletas de sentimentos brotam com a ternura de poemas.
Palavras assim se justificam pelo afeto que inspiram.

Que estejas sempre do lado dos sonhos.

Mariana disse...

Passei aqui para te ler, e fazer-te uma visita.
Gostie do post.

Mi-Miranda disse...

Ainda estou sem saber como agir.Simplesmente não consigo mais postar,as palavras derramam em turbilhões e se perdem entre o espaço e novas idéias....Me ajudem o que faço para recuperar meu blog.

Obg pela atenção Michelly.